NR-06 EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI

Baseado em 21 avaliações
  • 28 Alunos matriculados
  • 01 Hora de duração
  • 14 Aulas
  • 2 Módulos
  • 1 Avaliação
  • Certificado de conclusão
Parcele em 12x R$ 21,05 (ou R$ 199,99 à vista)
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
"Muito boa as aulas para o nosso dia a dia e para nosso trabalho."
Luiz
mais avaliações

O objetivo do Curso de NR-06 Equipamento de Proteção Individual - EPI é atender as exigências do novo texto da Norma Regulamentadora nº 06.

Para os fins de aplicação desta Norma Regulamentadora – NR, considera-se Equipamento de Proteção Individual – EPI, todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.

Deve ser realizada capacitação de todos os empregados periodicamente sempre que se tornar necessário.

6 meses Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 6 meses após a matrícula.
Nenhuma descrição cadastrada.
Hugo Tales Pinheiro
"Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho"


Engenheiro Eletricista com Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho, Auditor Interno dos Sistemas de Gestão ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001. Experiência de 10 anos em inspeção, projeto, construção e manutenção de redes de distribuição de BT e MT na empresa Enel Distribuição (Coelce) e elaboração de projetos elétricos para instalações elétricas prediais, comerciais e industriais em baixa e média tensão e SPDA e em implantação de sistemas de gestão. Experiência de 7 anos em elaboração e implantação de programas específicos de segurança do trabalho. Diretor Técnico da CEN Engenharia.


Edson Maricaua Sobrinho
"Técnico em Segurança do Trabalho com curso de expansão em Assessoria Técnica de Brigada contra Incêndio e Emergência ."


Técnico em Segurança do Trabalho com curso de expansão em Assessoria Técnica de Brigada contra Incêndio e Emergência com experiência na área de transporte, hospitalar, Gestão e Instrução de Treinamentos voltados para o resgate, saúde, segurança no Trabalho e Meio Ambiente. Atualmente exercendo a Função de Bombeiros Industrial Líder comandando e gerenciando equipes de emergência em siderúrgica com grau de risco 4, tendo como atividade emergências Químicas, Elétricas, Radioativas, Resgate em Fauna, Resgate em Altura e Espaço e Combate e prevenção à Incêndio, qualificado como Resgatista Técnico Industrial em Nível Operacional de Acordo com a NBR 16.710, Instrutor de Trabalho em Altura e Supervisor trabalho em espaço confinado com mais de 5 anos de experiência. Coordenador Adjunto do Setor de Gestão de Risco e Resposta a Desastres (GRD) na Cruz Vermelha Brasileiro Filial Ceará, Na área de primeiros Socorros tenho a qualificação de condutor de Veículo de Emergência voltado pra a área de primeiros socorros.


COSMO PALASIO DE MORAES JÚNIOR
"Técnico em Segurança do Trabalho com diversas especializações. Diretor do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de São Paulo."


Colunista e membro do Conselho Editorial da Revista Proteção Técnico em Segurança do Trabalho com diversas especializações Diretor do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de São Paulo Fundador e moderador do Grupo SESMT Auditor, Consultor e Instrutor com atuação em diversas organizações, entre elas, Volkswagen, WEG, GERDAU, Vale, Suzano e SABESP Autor do Livro Dia a Dia da Prevenção e consultor do Manual de Segurança e Saúde no Trabalho.


EAD Ensino a Distância, Presencial e Semipresencial
Base Legal – Norma Técnica 54 Ministério do Trabalho
RESPONSABILIDADES – Como a capacitação em SST é obrigação trabalhista a ser fornecida pelo empregador a seus trabalhadores em razão dos riscos oriundos da atividade explorada, é de inteira responsabilidade do empregador garantir sua efetiva implementação, sujeitando-se às sanções administrativas cabíveis em caso de uma capacitação não efetiva ou ainda pela capacitação de má qualidade que não atenda aos requisitos da legislação. É indispensável observar que, ainda que se opte pela realização de capacitação em SST por meio de EAD ou semipresencial, é salutar que toda capacitação seja adaptada à realidade de cada estabelecimento. É que o trabalhador está sendo capacitado pelo empregador para atuar em determinado espaço, logo, uma capacitação genérica não irá atender às peculiaridades de toda e qualquer atividade econômica.

Conteúdo Programático

  • 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO
  • 2. HISTÓRIA DO EPI
  • 3. DEFINIÇÃO
  • 4. RESPONSABILIDADES
  • 5. CA - CERTIFICADO DE APROVAÇÃO
  • 6. COMPETÊNCIAS DO MTE
  • 7. LISTAGEM DE EPI
  • 1. INTRODUÇÃO E CONCEITO DE EPI
  • 2. RESPONSABILIDADES & EPI CABEÇA FACE E OLHOS
  • 3. EPI PROTEÇÃO AUDITIVA
  • 4. EPI PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA
  • 5. EPI PROTEÇÃO DO TRONCO
  • 6. EPI PROTEÇÃO MEMBROS SUPERIORES
  • 7. EPI PROTEÇÃO MEMBROS INFERIORES E DE CORPO INTEIRO
  • EPI -EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL
Voltar ao topo