NR 05 - CIPA (COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES) - GRAU DE RISCO II

  • 12 Horas de duração
  • 30 Aulas
  • 4 Módulos
  • 1 Avaliação
  • Certificado de conclusão
Parcele em 12x R$ 21,05 (ou R$ 199,99 à vista)
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
Técnico em Segurança do Trabalho com diversas especializações. Diretor do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de São Paulo.
COSMO PALASIO DE MORAES JÚNIOR

A CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, é responsável por identificar riscos que os trabalhos e as funções oferecem para os funcionários e, desta maneira, prevenir acidentes e doenças.

Os Cipeiros que são os integrantes da CIPA, tem o objetivo de preservar e promover saúde e segurança no ambiente de trabalho. A criação da CIPA e a quantidade de membros é definida pela NR-5 que por sua vez estabelece que setores econômicos necessitam criar uma CIPA baseando-se na quantidade de funcionários da empresa, e a partir dessa quantidade define-se quantos membros irão compor a CIPA.

A comissão atua na implementação e no controle de qualidade das ações para tornar o ambiente de trabalho mais seguro para os funcionários. O curso de NR-5 serve para capacitar os funcionários que vão integrar a comissão a identificar e minimizar os riscos.


 

6 meses Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 6 meses após a matrícula.

Funcionários eleitos e indicados para participação da CIPA na empresa. Trabalhadores de segurança do trabalho e medicina do trabalho.

COSMO PALASIO DE MORAES JÚNIOR
"Técnico em Segurança do Trabalho com diversas especializações. Diretor do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de São Paulo."


Colunista e membro do Conselho Editorial da Revista Proteção Técnico em Segurança do Trabalho com diversas especializações Diretor do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de São Paulo Fundador e moderador do Grupo SESMT Auditor, Consultor e Instrutor com atuação em diversas organizações, entre elas, Volkswagen, WEG, GERDAU, Vale, Suzano e SABESP Autor do Livro Dia a Dia da Prevenção e consultor do Manual de Segurança e Saúde no Trabalho.


Edson Maricaua Sobrinho
"Técnico em Segurança do Trabalho com curso de expansão em Assessoria Técnica de Brigada contra Incêndio e Emergência ."


Técnico em Segurança do Trabalho com curso de expansão em Assessoria Técnica de Brigada contra Incêndio e Emergência com experiência na área de transporte, hospitalar, Gestão e Instrução de Treinamentos voltados para o resgate, saúde, segurança no Trabalho e Meio Ambiente. Atualmente exercendo a Função de Bombeiros Industrial Líder comandando e gerenciando equipes de emergência em siderúrgica com grau de risco 4, tendo como atividade emergências Químicas, Elétricas, Radioativas, Resgate em Fauna, Resgate em Altura e Espaço e Combate e prevenção à Incêndio, qualificado como Resgatista Técnico Industrial em Nível Operacional de Acordo com a NBR 16.710, Instrutor de Trabalho em Altura e Supervisor trabalho em espaço confinado com mais de 5 anos de experiência. Coordenador Adjunto do Setor de Gestão de Risco e Resposta a Desastres (GRD) na Cruz Vermelha Brasileiro Filial Ceará, Na área de primeiros Socorros tenho a qualificação de condutor de Veículo de Emergência voltado pra a área de primeiros socorros.


Herbeson Santiago
""


Instrutor de Primeiros Socorros, Diretor do Núcleo de Atendimento Pre Hospitalar, Socorrista,Bacharelado em enfermagem, Bombeiro civil, Licenciado e Bacharelado em Educação Fisica.  


EAD Ensino a Distância, Presencial e Semipresencial


Base Legal – Norma Técnica 54 Ministério do Trabalho


Como a capacitação em SST é obrigação trabalhista a ser fornecida pelo empregador a seus trabalhadores em razão dos riscos oriundos da atividade explorada, é de inteira responsabilidade do empregador garantir sua efetiva implementação, sujeitando-se às sanções administrativas cabíveis em caso de uma capacitação não efetiva ou ainda pela capacitação de má qualidade que não atenda aos requisitos da legislação. É indispensável observar que, ainda que se opte pela realização de capacitação em SST por meio de EAD ou semipresencial, é salutar que toda capacitação seja adaptada à realidade de cada estabelecimento. É que o trabalhador está sendo capacitado pelo empregador para atuar em determinado espaço, logo, uma capacitação genérica não irá atender às peculiaridades de toda e qualquer atividade econômica.


Conteúdo Programático

  • 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO
  • 2. CONSEQUÊNCIAS DA CIPA
  • 3. NOÇÕES SOBRE LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA
  • 4. NORMAS REGULAMENTADORAS
  • 5. ACIDENTE DE TRABALHO - CAT
  • 6. OS RISCOS DAS FUNÇÕES
  • 7. MEDIDAS DE CONTROLE - OBJETIVO DA CIPA - CAMPO DE APLICAÇÃO
  • 8. TREINAMENTO DA CIPA - ORG CONTRATADAS PARA PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS
  • 9. DISPOSIÇÕES FINAIS
  • 10. ATRIBUIÇÕES DA CIPA
  • 11. METODOLOGIA DE INVESTIGAÇÃO E ANÁLISE DE ACIDENTES E DOENÇAS NO TRABALHO
  • 12. NOÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
  • 13. DICAS DE COMO FAZER UMA SIPAT
  • 1. ERGONOMIA
  • 2. PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA
  • 3. RUÍDO
  • 1. INTRODUÇÃO
  • 2. OBJETIVO
  • 3. PREVENÇÃO
  • 4. SINISTROS HISTÓRICOS
  • 5. LEGISLAÇÃO
  • 6. REVISÃO DO PLANO DE EMERGÊNCIA
  • 7. SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO (EXTINTORES)
  • 8. ABANDONO DE ÁREA / ROTA DE FUGA
  • 9. PRÁTICA PRINCÍPIO COMBATE A INCÊNDIO
  • 1. DISPOSIÇÕES GERAIS - CHOQUES | PARADA CARDIORESPIRATÓRIA
  • 2. HEMORRAGIA
  • 3. QUEIMADURAS
  • 4. ENGASGAMENTO
  • 5. FRATURAS
  • PROVA FINAL CIPA
Voltar ao topo